quinta-feira, 12 de outubro de 2017

O Príncipe Leopardo

quinta-feira, outubro 12, 2017 0 Comments
Resenha


Lady Georgina  Maitland é uma solteirona que ganhou de herança da sua tia algumas terras em Yorkishire, a Mansão Woldsly, quem administra é Harry Pye, mas Georgina decide visitar o lugar, ainda mais porque sua irmã Violet está passando uma temporada por lá.

Porém a caminho da Mansão sua carruagem quebra com a grande tempestade e sem ter para onde ir, Georgina e Harry acabam indo parar em uma cabana antiga que ficava no meio do caminho para se abrigarem. Como estavam ensopados, precisam tirar a roupa para que não ficassem doentes. Só que essa “simples” atitude faz com que ambos acabam vendo um ao outro com outros olhos.

Ao chegar a Mansão no dia seguinte Georgina descobre que várias ovelhas das propriedades do seu vizinho, Lorde Silas Granville, estão morrendo por envenenamento e o principal suspeito de tudo isso é seu administrador, Harry.
Pelos comentários Harry e Silas são inimigos e Harry voltou aquelas terras para prejudicar o lorde, mas ninguém fala o que possivelmente aconteceu no passado.


Devido aos comentários ao redor Harry fica receoso de Lady Georgina acreditar e lhe demitir, e essa seria a atitude mais sentada. Só que Georgina em nada acredita nos boatos. Harry decide investigar quem está causando mal as ovelhas e querendo lhe prejudicar ao mesmo tempo, então começa uma busca aos arredores por relatos dos habitantes locais. No entanto, Lady Georgina decide investigar juntamente com ele e as coisas começam a se tornar complicadas em relação a proximidade de ambos.

Lady Georgina se sente cada vez mais atraída por Harry, seus desejos começam a ferver seu corpo até que ela não consegue mais ficar próxima dele e começa a seduzi-lo para lhe tomar. Mas Harry sabe das consequências de uma pessoa como ele, sem posses, um lacaio, se envolver com uma Lady.

Com o tempo a amizade e a atração entre Georgina e Harry se tornam cada vez maiores e mais explícitas e implícitas. Enquanto isso, Harry continua querendo limpar seu nome e descobrir o que está havendo com as ovelhas.



Em relação ao primeiro livro da trilogia há uma inversão de papéis. Em vez de uma mocinha, temos um mocinho. Enquanto no outro livro temos uma mulher pobre e viúva, nesse temos um homem que guarda uma cicatriz no corpo e na alma, é um cocheiro que conseguiu “crescer” se tornando um administrador de terras e que se vê totalmente atraído pela sua “chefe”.

Nesse livro vemos algo totalmente moderno para a época, me vez de o homem seduzir a dama é ao contrário. Georgina nunca quis se casar, mas se sente atraída de forma carnal e futuramente sentimental por Harry, ela primeiramente quer ver um homem nu e ter todos os prazeres da carne. Só que com o tempo ela descobre que não é só isso que quer de Harry, ou melhor, o que sente por ele. E tudo isso Georgina age sem pudor, sem se preocupar com que os outros vão falar, ela só quer se entregar a sua luxúria.

E Harry por ser pobre e ter um passado “comprometedor” sofre com as acusações das pessoas e principalmente por Lorde Silas que usa do seu total poder para fazer o que quiser com as pessoas. Um homem amargurado que não tem sentimento por ninguém, apenas para seu filho mais novo que para ele tem mais valor que seu primogênito.

Esse livro nos mostra as diferenças de classes, a mulher sendo independente, a relação entre pai e filho e as consequências disso, e que as aparências enganam. Além disso o final me surpreendeu totalmente, não fazia a mínima ideia sobre o verdadeiro assassino de ovelhas.

Amei a obra, achei simplesmente fantástica. Como Harry e Georgina são quentes, hahahahah. Fiquei tendo pequenos suspiros com esses dois. Harry não é aquele homem fofo, é aquele homem bruto que não deixa de ser atencioso. E o Georgina é uma mulher moderna que tem todo apoio da família. Estou amando a escritora da autora e todas as coisas que ela coloca à tona no enredo. Como no outro livro, esse também traz um conto sobre a história do Príncipe Leopardo. E é claro que não vejo a hora de conhecer O Príncipe Serpente.



Autora: Elizabeth Hoyt
Editora: Record
Publicado: 2017
Número de páginas:  361

Nota: 

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

O Príncipe Corvo

quarta-feira, outubro 04, 2017 0 Comments
Resenha




Anna é uma viúva que após a morte do marido está passando por alguns problemas financeiros. Sua sogra Mãe Wren ajuda fazendo renda, mas o lucro não é muito. Então, Anna decide procurar um emprego, no qual possa trabalhar de governanta ou acompanhante. No entanto, todas as suas buscam falham, até que ela se depara com Sr. Hopple, administrador da abadia de Lorde Swartingham. Em meio a conversa, Anna descobre que o lorde está necessitando de um secretário. Ela muito perspicaz se oferece para a vaga.
Edward perdeu toda sua família para a varíola, para ele as consequências foram perder todos que amava e ficar com as cicatrizes da doença. Depois de um tempo conseguiu se casar, mas perdeu a esposa e o filho.

De volta as terras que ele nasceu e cresceu, Edward tenta rearranjar sua vida novamente. Mas ele precisa encontrar uma nova esposa e ter um herdeiro, já que se ele morrer toda sua fortuna irá para a Coroa. Em Londres ele está fazendo todo o rearranjo para se casar com Sylvia e tudo indica que sua futura esposa não tem aversão as suas fisionomias.

Já na abadia, Edward está à procura de um secretário para transcrever seus manuscritos voltados para a agricultura, e tudo indica que seu administrador conseguiu arranjar um substituto para o antigo. Mas quando Edward chega de viagem, ele descobre que na verdade o secretário é uma secretária. No entanto, para ele não fazia tanta diferença se a mulher trabalhasse corretamente.

Conforme o tempo se passa, Edward se vê cada vez mais apegado a presença de Anna e sentido todos os desejos possíveis por aquela mulher. E Anna cada vez se sente mais atraída pelo seu patrão.

Com os desejos carnais a ponto de explodir e não querendo fazer uma grande besteira, Edward decide ir a Londres visitar sua futura esposa e se “divertir” um pouco em bordel. Ao chegar ao local ele descobre que tem uma mulher lhe esperando no quarto e ele acaba se deparando com uma mulher mascarada, sensual e totalmente misteriosa.



“ O cavalo, um animal magrelo, de pelagem castanha, tinha manchas claras peculiares na pelagem que lhe davam uma infeliz aparência malhada. Ele revirou os olhos para o homem e se afastou com passos hesitantes.
- Muito bem. Pode se esquivar-se por aí como uma virgem ao ter os seios apalpados pela primeira vez, seu pedaço revoltante de couro carcomido pelos vermes – murmurou o homem para o animal. - Quando eu puser as mãos em você, seu filho bastardo de um camelo doente e de uma égua paralítica, vou torcer seu maldito pescoço, vou sim. ” (p. 10)

“ – A senhora me permite?- O conde estava atrás dela. Ela podia sentir a respiração quente, o leve odor de café em sua bochecha quando ele curvou por cima dela.
Anna acenou com a cabeça, muda. ” (p. 60)

“ Ele se flagrou olhando para a boca daquela mulher, torcendo para ver novamente aquele sorriso, fantasiando sobre seu gosto [...]. No mesmo instante, Edward se deu conta de que a Sra. Wren estava lhe fazendo uma pergunta.
- O que?
- Eu perguntei se o senhor estava bem, milorde. – disse ela, e parecia preocupada.
- Bem. Muito bem. – Ele respirou fundo e desejou, irritado, que ela o chamasse pelo nome. Ansiava por ouvi-la dizer Edward. ”  (p. 65)



Adorei o livro, simplesmente fantástico. Para um romance de época ele tem bastante cenas hots, o que me impressionou, e que eu curti é claro, achei bem diferente. Fiquei curiosa para ler outros livros da autora, pois gostei muito da sua escrita.

Eu me apaguei demais ao Edward, achei fantástico o protagonista ser “feio” e grosseirão, pois dá mais realidade a história, você não fica naquele mundo de “príncipe encantado”. Confesso que tenho uma queda livre para “bad boys” e encontrar um personagem normal faz toda a diferença também. Sofrer preconceito pela aparência deve ser um sentimento horrível que te deixa sempre em dúvida em relação aos outros, e gostei de ver Anna amando Edward pelo que ele é, com todos os seus defeitos e qualidades e acima de tudo amando seus “defeitos”.

Anna para a época é uma mulher totalmente moderna pode se dizer, trabalhar como secretária de um homem solteiro fez com que ela sofresse preconceito da sociedade. Porém no momento a necessidade falou mais alto. Fora que ela é uma mulher forte e de personalidade forte, não é aquele tipo submissa. Depois de tudo que passou em seu casamento era de se esperar um outro tipo de mulher, mas apesar da dor ela não se deixou levar pelo sentimento.
Esse livro tem uma história muito bonita, sensual, romântica e engraçada.

Fora que ainda tem trechos em cada capítulo da história do ‘ Príncipe Corvo’. A diagramação é perfeita, rica em detalhes. E a leitura bastante fluída.



Autora: Elizabeth Hoyt
Editora: Record
Publicado: 2017
Número de páginas: 350

Nota: 

O enigma da Bíblia de Gutenberg

quarta-feira, outubro 04, 2017 0 Comments

Resenha


Sinopse: Um furto misterioso. Uma acusação injusta. E uma surpreendente jornada em busca da verdade.


O enigma da Bíblia de Gutenberg relata as aventuras de Daniel, um jovem cristão determinado a encontrar respostas para um crime cometido dentro de sua própria igreja. Para isso, ele terá de enfrentar altos riscos, ao mesmo tempo que aprenderá lições valiosas sobre si mesmo e sua fé. 

Autor de bem-sucedidas obras sobre a vida cristã, Maurício Zágari agora nos apresenta seu talento como ficcionista nesta eletrizante narrativa, destinada a leitores de todas as idades que apreciam uma história envolvente e inesquecível.

Preparado?



Voltado para pré-adolescentes, adolescentes e jovens interessados em entretenimento empolgante, mas espiritualmente saudável, a obra promete entreter e edificar. Pais, pastores, líderes e professores podem usar o livro como ferramenta de ensino e debates com seus adolescentes e jovens. É um livro que mexe com a imaginação e provoca reflexão sobre importantes aspectos da vida cristã. Além disso, é um excelente material para aqueles que desejam compartilhar conteúdo bíblico àqueles que jamais se interessariam em ler uma obra com ensinamentos espirituais.




Na igreja da Daniel, um missionário irá trazer a Bíblia de Gutenberg para que os fiéis á conheçam. O projeto é que a bíblia passe por várias igrejas para que todos conheçam o primeiro livro que foi escrito, sendo essa um dos exemplares que foi produzido na época, ou seja algo totalmente raro e inédito.

Como planejado, o Pastor Wilson apresenta a bíblia ao final do culto, mas quando eles abrem a cúpula no qual a Bíblia de Gutenberg deveria estar guardada, todos percebem que ela desapareceu, foi roubada.

Então, toda confusão começa, assim é claro, como as investigações. Todas as pessoas que tiveram contato com o missionário antes do culto são levadas para interrogatório, mas até o momento não há nenhuma pista.

Daniel sempre quis ser repórter, depois das férias vai começar a faculdade de jornalismo e seu lado investigativo começa a alertar e ele sente que tem que fazer algo para reverter aquela situação. Então tenta de todas as formas investigar aquele caso independentemente.

Primeiramente ele tenta falar o pastor para inspecionar o gabinete, onde a bíblia ficou guardada na hora do culto. E ao observar ele encontra possíveis pistas e um bilhete deixado pelo ladrão.

Daniel já tem dois suspeitos, mas não fala nada para polícia e decide ir atrás do seu primeiro suspeito. No entanto, ele nada encontra e parte para investigar o segundo suspeito e tudo indica que este é o ladrão.

Enquanto isso, os policiais fazem suas próprias investigações e algumas pistas colocam Daniel como o principal suspeito do roubo. Ou seja, as coisas se tornam complicadas para Daniel e ao mesmo tempo o garoto tenta se agarrar a sua fé em Deus para que tenha força e sabedoria para conseguir descobrir quem é o verdadeiro ladrão.



Apesar do livro ser mais investigativo do que religioso ele passa várias mensagens de fé. Nos mostra quem sem Deus nada somos e que mesmo diante da injustiça ele não nos abandona. E que justiça sempre prevalecerá. Além disso, nos mostra que não devemos julgar os outros pelas aparências, ser fiel a Deus, a perdoar e amar o próximo, entre outros.

Para quem acredita em Deus, muitos ensinamentos e mensagens essa obra nos traz.

Confesso que me surpreendi bastante lendo esse livro, pensei que seria chato e monótono, que ficaria só envolvendo religião. Mas ele é como uma história qualquer que não deixa de passar sua mensagem principal.

Eu realmente indico esse livro a todos, creio que quem ler não vai se arrepender. O final é totalmente surpreendente.  A obra tem uma narrativa fluida e rápida, você não sente vontade de parar de ler até descobrir o que acontece.  A diagramação está linda, a capa bem chamativa e convidativa. E adorei as passagens bíblicas colocadas ao longo dos capítulos. Uma ótima leitura para quer sair da zona do conforto e é claro para quem é religioso ou acredita em Deus. Mas se você não é ou não acredita, não se desespere. Esse livro não vai te fazer surtar, você vai gostar bastante da narrativa e do enredo. Vai se surpreender.


Sobre o autor: Maurício Zágari é escritor, editor, jornalista e teólogo. Pela Mundo Cristão, publicou as obras Perdão totalO fim do sofrimentoConfiança inabalável e Na jornada com Cristo. Escreve regularmente em seu blog Apenas (apenas1.wordpress.com). Membro da Igreja Cristã Nova Vida, em Copacabana (Rio de Janeiro, RJ), é casado com Alessandra e pai de Laura.



Autor: Maurício Zágari
Editora: Mundo Cristão
Publicado: 2017
Número de páginas: 128
Preço: R$: 24,90 (e-book R$ 16,90)

Nota: 

Coração Perverso

quarta-feira, outubro 04, 2017 0 Comments
Resenha


Elissa Holt tem um lema de não namorar atores, isso porque ela teve grandes decepções amorosas no passado. Ao passear pela cidade com seu melhor amigo hétero, Josh, eles acabam conhecendo Liam Quinn. Instantaneamente percebe -se que Liam e Elissa sentem uma atração imediata, Josh que não é bobo nem nada logo tenta juntar os dois convidando Liam para um jantar. 

Entre uma conversa e outra a tensão sexual entre Liam e Elissa só vai aumentando. Depois da janta, eles acabam indo assistir uma peça teatral e para fechar a noite Liam convida Elissa ao seu apartamento.

Apesar de Elissa se sentir extremamente atraída por Liam ela tem medo de ficar com ele. Um porque ela acredita que ele seja um ator e dois porque ela sente que se entregar a ele será um caminho sem volta. Ela estará completamente perdida.

No entanto, até o momento da despedida ambos conseguem aguentar toda a tensão em volta deles. Mas a situação vai se tornando cada vez mais difícil e Elissa acaba cedendo aos encantos de Liam, já que ele disse não ser um ator. Só que a coisa para no beijo. E não é SÓ, acreditem em mim.

No dia seguinte, Elissa está em meio a um teste para escolher um ator para ser o Romeu da peça Romeu e Julieta no qual ela está dirigindo. E adivinhem quem é o último candidato? Isso aí, Liam!!!! 😲 😈



Elissa não consegue acreditar que Liam mentiu pra ela, mas na verdade esse será seu primeiro teste para uma possível carreira de ator. E o teste acaba sendo um sucesso, Liam se encaixa perfeitamente no papel, além de interpretar bem, é lindo e forte.

Com toda essa tensão a possível relação de Elissa e Liam vai por água abaixo, ou pode se dizer que seria um gás preste a explodir tudo com tanta pressão acumulada. Ou seja, Elissa não consegue se envolver com Liam, ainda mais que agora ele é oficialmente ator e tem todas as probabilidades de partir seu coração. Só que o desejo sexual e a atração entre os dois é forte demais, durante os ensaios a situação só vai piorando. Até que Liam não aguenta mais e diz para Elissa que depois da estreia eles vão ficar juntos.

Porém nem tudo são flores. Liam acaba recebendo uma proposta de ir para Los Angeles e ser um grande ator; rico e famoso. Liam não consegue recusar a oferta e na comemoração pós estreia a promessa se quebra; Liam e Elissa ficam juntos, mas no dia seguinte Liam terá que ir embora.😢 😏



Um tempo depois...Elissa descobre que Liam está namorando e todas as suas fantasias de ficar com ele acabam. E alguns anos depois, Elissa descobre que irá dirigir uma peça no qual Liam e sua futura esposa vão ser os protagonistas.😱 😱

Será que o tempo pode apagar tudo? Será Elissa irá conseguir encarar Liam depois de tudo? E Liam será que ainda sente algo por ela?

Leiam e Descubram!!!!




“Luxúria acaba. Atração mantém as pessoas juntas muito depois de a luxúria ser apenas uma memória distante. ” (p.118)







“Agora sei que tudo o que se pode fazer é escolher ignorar a saudade. O sentimento em si nunca passa. Ele fica em seu corpo como uma dor de dente, no fundo dos ossos, e todas as vezes que você se esquece de negá-la, seu eco se transforma em um rugido tão alto que é a única coisa que se pode ouvir. ” (p.122)









“A única coisa que aprendi é que não devemos nos culpar quando as coisas saem do controle. Nenhum de nós pode escolher por quem se apaixona. Ou por quem não se apaixona. ” (p.153)





“o coração humano tem sua própria lógica e nenhuma quantidade de razão impedirá pessoas como eu de ser comportarem como imbecis.” (p.192)




Primeiramente queria falar Leiammmmm, por favor. Sabe o que é você não esperar nada de um livro, achar que vai encontrar algo super clichê e Bummmm; se surpreende? Bem foi isso que me aconteceu. Nada nesse livro é clichê!!!! Gente até o momento estou em estado de graça e chocada com esse livro. É muito bom, sinceramente não sei se os dois anteriores são tão bons assim, mas esse com certeza é.

Eu adotei esses dois personagens e nossa fiquei sentindo as dores da Liss, gente coitada da mulher, se visse um homem daqueles e sentisse tudo que ela sentiu eu estaria na lama até agora. Que que isso.

Agora vamos a parte mais interessante de todas, Liammmmm, até o nome é perfeito. Nossa estou estática com tamanha beleza e coitado, o bichinho sofre também. Sinceramente não sei como ele aguenta tanta pressão literalmente. Ahahahahah

E falando em Liam e Liss, o que são esses dois juntos, por favor chamem os bombeiros!!!!!! É caso de incêndio, bombardeio, terremoto, tudo que você possa imaginar. Acho que até hoje é o segundo casal mais quente que já conheci. E Meu Deus!!!! Não aguentaria tanta tensão assim que nem eles acabam sentindo, já teria perdido as estribeiras a tempos. Hahahhahaha.




Tirando a parte sexual, esse casal é maravilhoso juntos. O amor de alma que eles sentem um pelo outro, a atração, toda a paixão que eles têm é inacreditável. Te faz querer ter esse amor, que é totalmente intenso e insano.

E eu não posso deixar de falar de Josh lindo e maravilhoso, sério com certeza me entregaria a ele. Um nerd gato, divertido, amigos para todas as horas. O que mais você quer? Ri horrores com ele. Um personagem totalmente cativante, engraçado, atraente....

O livro é quente, é romântico, é cheio de tensão e suspense e muito engraçado. Uma leitura maravilhosa no qual indico a todos.




Autora: Leisa Rayven
Editora: Globo Alt
Publicado: 2016
Número de páginas: 360

Nota: 

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Treze

terça-feira, setembro 26, 2017 0 Comments
Resenha





Suzy arrasta sua amiga Rebeca para ir ao parque de diversões em Niterói/ RJ, chegando lá Suzy quer ir imediatamente a tenda de Madame Nadeje, uma vidente no qual Suzy ouviu falar muito bem. Porém Rebeca que não acredita em nada e conhece as malandragens da vida, faz de tudo para que sua amiga não cai naquele golpe. No entanto, suas tentativas para afastar Suzy se tornam em vão.

Depois de horas Suzy retorna e ambas vão embora do parque, afinal uma grande tempestade está prestes a cair. Indo de volta para casa, Rebeca vê a senhora que se chama Madame Nadeje no ponto de ônibus e apesar das suas desconfianças com a mulher, acaba lhe oferecendo uma carona.

Mas o que parecia ser simples se torna complicado, pois ao deixar a mulher próxima de casa, esta começa a fazer várias previsões sobre a vida de Rebeca. Só que Rebeca não acredita em nada, nem mesmo em Deus e ignora todos os avisos de Madame Nadeje.

No dia seguinte, Rebeca e sua mãe estão prestes a fazer um grande roubo e podendo se livrar de vez das ameaças de um homem chamado Jean Pierre e viver livremente em outro país. Mas ao chegar ao aeroporto as coisas não saem como planejado e tanto quanto sua mãe, Rebeca também vai presa.

É a partir desse momento que Rebeca começa a dar atenção as coisas que Madame Nadeje lhe disse no dia anterior. Além de prever que o roubo iria dar errado, a vidente também lhe disse que ela encontraria seu grande amor, e ele seria seu décimo terceiro namorado.

Para sorte de Rebeca, ela encontra um velho amigo, policial, do seu pai que lhe ajuda fazendo uma proposta. Ela deveria ajudar a polícia com sua habilidade de hacker e viver uma vida simples e fazer uma faculdade que não tivesse nada a ver com seus dons.

Rebeca então vai morar com Suzy em Minas Gerais e cursar Ciências Biológicas, mas seu destino se cruza com o seu futuro grande amor. E Rebeca tenta fazer de tudo para a previsão dê certo.

Mas será que Rebeca realmente sabe quem é seu grande amor? Será que suas tentativas vão dar certo?



“Todos os momentos são certos quando se ama alguém. A gente não precisa fazer queda de braço para ver quem fala primeiro. ” (p.58)


“ – Se continuar me beijando, vamos ter que repetir a dose- ameaço em tom brincalhão.
- Quem disse que eu não vou repetir? – Ele finalmente levanta a cabeça e estreita os olhos em minha direção. A luz do abajur reflete seu tórax suado. Eu afasto uma mecha de cabelos castanhos e sou presenteada com um sorriso irretocável, simplesmente lindo. – Sou um sujeito que não se contenta com pouco, Rebeca. ” (p.282)


“- Tudo que importa para mim neste momento é que você me perdoe. Eu quero você, Karl, como nunca desejei homem nenhum na minha vida, e estou apavorada com esse este sentimento descontrolado que me consome. ” (p. 326)



Esse livro foi algo que me surpreendeu, pois pensei que seria algo que ficaria mais no gênero de fantasia, e não, ele é muito mais romance apesar de toda essa coisa sobrenatural em volta da vida da protagonista. Além disso, o livro também me surpreendeu com a mensagem que toda a história traz, jamais pensaria algo do tipo. E amei, é claro.

A história é muito divertida e apaixonante. Se for fazer uma comparação, a trilogia Não Pare vem com toda aquela energia “pesada” em relação ao enredo, já Treze vem com um enredo divertido, romântico e que aborda a Fé.

Eu me apaixonei por Karl, e acho difícil alguém não se apegar aquele homem. Pense num gostoso, fofo, amoroso, forte, lutador de MMA, tatuado e de família. Fala aí, é pra casar neh?! Fala sério! Se souberem aonde tem um desses me falem!!!!!! Brinks, já tenho o meu, kkkkkkk.

Achei muito legal toda a transição de Rebeca em relação aos sentimentos dela e me diverti a veras com ela. Você consegue sentir tudo que ela passou e passa através do tempo, suas dúvidas e medos.

Esse livro em certos detalhes me lembrou dois livros que já li, No mundo da Luna e Morgeinstein. Tanto o enredo quanto os protagonistas têm certas semelhanças entre si. Então quem gostou de um vai gostar dos outros e vice-versa.



Autora: F M L Pepper
Editora: Galera
Publicado: 2017
Número de páginas: 404

Nota: 

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Cenas Londrinas

segunda-feira, setembro 25, 2017 0 Comments
Resenha





O livro Cenas Londrinas é dividido em: As docas de Londres, Maré de Oxford Street, Casas de grandes homens, Abadias e catedrais, “Esta é a Câmara dos Comuns” e Retrato de uma londrina. Além disso, há um texto escrito por Ivo Barroso contando a outra face de Virginia Woolf e um outro texto que fala sobre a história de Cenas Londrinas.

No texto de Ivo Barroso, nos conta quem foi Virginia Woolf. Retrata sobre sua vida pessoal, familiar e profissional.

Nos textos relacionados as Cenas Londrinas escrito por Woolf percebe - se a descrição de Londres em diversos aspectos. A retratação de tudo está nos objetos, nas pessoas, nas atitudes, na pavimentação da cidade e na sociedade como um todo. Virginia nos traz uma visão do que está em torno de nós, coisas do dia a dia, coisas simples que pouco de nós reparamos. Ela descreve as cenas de forma minimalista e detalhadas, e ao mesmo tempo colocando opiniões diante daquilo que é descrito. Os textos são todos interligados e o conjunto se torna uma coisa só, ou seja, Londres. Mas não só Londres, pois se você parar para refletir são cenas que acontecem em todos os lugares a nossa volta.

O texto que fala sobre a história de Cenas londrinas conta quando foi publicado e como foi publicado por Virginia Woolf.



“ [...] mesmo um moralista reconhecerá que essa rua espalhafatosa, alvoraçada e vulgar lembra-nos que a vida é uma luta; que toda construção é perecível; que toda exibição é vaidade. ” (p.30)

“ Quando o jardineiro planta seus bulbos ou semeia sua grama, eles florescem de novo e alastram pelo solo sua relva verde e macia. Aqui, as mães e as babás ‘fofocam’; crianças brincam; e o velho mendigo, após jantar os restos de um saco de papel, espalha migalhas para os pardais. Esses cemitérios de jardim são os mais tranquilos dos santuários londrinos, e seus mortos os mais quietos de todos. ” (p.42)



Em Cenas londrinas Virginia fala do povo, de política, de religião, de relacionamento, entre outras coisas. Ela aborda em seus textos vários temas de forma implícita e explícita.

Confesso que nunca tinha lido nada da autora e me impressionei com seus textos, com sua narrativa. Gostei muito da obra, que se torna envolvente e mais interessante a cada página. Conhecer também um pouco da autora foi algo que achei fantástico, afinal tudo que ela passou já na época em que viveu. A obra é bem fluída e quando você percebe já terminou de ler e quer mais.

A coleção está magnífica e já estou querendo ler os outros livros de outras autoras que fizeram tanta diferença na literatura.



Coleção Folha Mulheres na Literatura

Autora: Virginia Woolf
Editora: Folha de S. Paulo
Publicado:2017
Número de páginas: 64

Nota: 

Instagram